sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Passos Lentos

Estou andando devagar

Por que já tive pressa em chegar

Mas quando lá cheguei

Percebi que nada era como imaginei

Estou andando devagar

A pressa não me fez esperar

A hora certa, o momento de partir

Estou andando devagar

Sem pressa de voltar

Estou olhando o que não olhava

Quando olhava só pra você

Estou andando devagar

Sem pressa de errar

Tudo outra vez

Estou andando devagar

Tentando me reencontrar

48 comentários:

Ale Marques disse...

muit bom seu poema! parece que vc está falando de mim. hehehehe

parabéns pelo blog!

http://aleartdigital.blogspot.com/

Mister Neurotic disse...

Esta poesia diz o que estou sentindo agora. Depois do fim, do fim de algo que me ajudava. Agora preciso reaprender a viver, a sorrir, a pensar um pouco mais em mim.

Nathacha disse...

belo pooema ! pelo jeito muitos passaram ou passam por uma situação semelhante! Quando priorizamos alguém ou algo, esquecemos de nós mesmos e os outros que estão ao nosso redor...
http://medicinepractises.blogspot.com/

[~] Sensei► disse...

Você escreve bem,cara!
Parabéns!

http://deathecator.blogspot.com/

Jarbas disse...

Muito bom o poema..
parece de mais comigo!!

abraços

cafeelivros disse...

Adorei! Eu escrevo músicas e tenho uma que fala mais ou menos sobre o mesmo assunto! =)

Continue escrevendo, você pode (talento)!

Beijos

Rafael Queiroz disse...

lindo poema!

parabéns

Francorebel disse...

Devagar e sempre... poetando...

Abraços!

F.

barbaranonato disse...

Muitas vezes o perder-se por pressa é tão cruel que optamos pela vagarosidade mediana, de modo a não ver crescer mais frustração. Defesa! Mera defesa e com toda razão.

Poesia muito bonita, Rogério. Já me senti assim e muitas vezes ainda me sinto.

Ítalo Richard disse...

A pressa não nos deixa apreciar nada, e ainda é inimiga da perfeição.

abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

Rafael disse...

boom!

Francisco Jamess disse...

ir com calma é sempre bom para a cabeça, tanto porque não se bate ela em alguma parede, quanto porque ela não dói com as preocupações.

abraço

http://baiucadobardo.blogspot.com/

Marcel Camp disse...

Belo poema, cara... muito bem elaborado e diz MUITO como nos sentimos diante de algo que fazemos "correndo" sem nunca refletir e analisar o que de fato estamos fazendo!

A indentificação comigo foi de imediata!!!

Parabéns pela bela construção das ideias e da forma como vc as expõe.

Abs

bia santos disse...

Como sempre, mais um belo post!

Preciso aprender a andar devagar, sou muito acelerada....Mas como sou nova, acredito que um dia aprenderei...

visitemongohelson disse...

O lance caminhar devagar, aproveitar cada momento e não perder nenhum detalhe!
Viver!

CIRCULO DE FOGO disse...

muito boa sua poesia!

http://circulodf.blogspot.com

Nathacha disse...

Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
http://medicinepractises.blogspot.com/

joão victor borges disse...

"Mas quando lá cheguei / Percebi que nada era como imaginei" isso desanima a fazer as coisas, mas o segredo é não desanimar

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

homens-e-mulheres disse...

Muito show a poesia, você que criou ?

se der visita meu blog tbm:

http://blog-homensemulheres.blogspot.com/

Descubra o que homens e mulheres pensam sobre diversos assuntos, de forma bem humorada, e divertida

Rômulo disse...

Andando devagar chegamos longeee

adorei o blog parabéns

Me fugaz devaneio.. disse...

que massa! bom mesmo muita identificação, rsss

Passe lá no meu blog:
http://meufugazdevaneio.blogspot.com/

joão victor borges disse...

A chuva desses dias anda a passo lentos...

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

Rafael Filho disse...

Muita gente se identifica com o que foi dito no poema, parabén

Anita disse...

É incrível como o tempo é algo contraditório.
Ás vezes, queremos fazer tudo rapidamente porque o tempo não é o bastante. Outrora, queremos viver um dia de cada vez, porque temos todo o tempo do Mundo.

Parabéns pelo poema e pelo blog.

Se puder, faça-me uma visita.
http://pansofiadistopica.blogspot.com/

KGeo disse...

bom texto devagar e sempre

Wellington disse...

Postagem legal! Como que cai na real após uma desilusão. Parece um poema de fim de romance!!!

Gostei muito! Parabéns!

Abraços!

http://neowellblog.wordpress.com/

Luis Sapir disse...

a valorização do devagar.

Por que pressa com o que passa. Aproveite absorva tudo!

O rápido é cego

Angélica disse...

sempre nos decpcionamos qndo chegamos nesse "lugar" e vemos.. q é diferente dos nossos sonhos....

Camila Mello disse...

A pressa é inimiga da perfeição.
Pq na vida em si, seria diferente?
Um passo de cada vez é melhor...

ótimo post, cara.
Sucesso!

MikaelMoraes disse...

ahhhh não é novidade nenhuma que vc é fera nas palavras... mto bom terminar o dia e começar a tarde lendo isso... parabéns e visite-nos tmbm
<>
visite-nos e comente tmbm
gostando siga e avise que retribuiremos
se seguir deixe o aviso no comentário
deixando o seu link para retribuirmos
<>
grato
<>
http://mikaelmoraes.blogspot.com

Dani disse...

Devagar e sempre...É assim que se anda, rapaz. Pelo visto vc sabe disto melhor que ninguém.
rs
Excelente texto...Vc escreve muito bem.
beijos.

http://poeirafina.blogspot.com/

garotoforense disse...

Esse poema demonstra quase um estado espírito!

Amigo, gostei do seu blog visite os meus,c vc tiver um banner me mando por e-mail e vamos trocar parcerias!

garotoforense.wordpress.com
(arte digital)
garotoforense.tumblr.com
(musica cinema tv)

lucasamtlsp@gmail.com

Menino Louco disse...

muito legal cara

Menino Louco disse...

muito legal cara

Leandro disse...

comentando e seguindo ,te vi na comu no orkut,espero que vc siga meu blog tbm,

http://futuroeletronico.blogspot.com/


espero vc la vlw

Pedro disse...

Poesia legal...
ótima!

Indianara disse...

Poemas! <3

Lucas Manoel disse...

ótimo...
muito bem escritooo
e o melhorr
muito bem imaginado
abraços
e se poder:
www.furdunconosemaforo.com.br

Isabela Cruzeiro disse...

Muito lindo, caiu pra mim como uma luva nesse momento que estou passando...
Precisando de passos lentos, mas a vontade de que tudo se consume não sai de mim.
Mas fazer o que, nada que é bom de verdade acontece rápido demais

Belo texto. Parabens

Victória Andressa disse...

Devagar e sempre, quem sabe depois de tanta correria, uns passos mais lentos façam as coisas darem mais certo.
Me lembrei da canção:
"Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais..."


http://nexosereflexos.blogspot.com/

Jorge Umburanas disse...

parabéns cara ta mt bom !

In Barlow disse...

muito massa o texto.
como escrever nessa fragilidade toda?!
parabens!
http://inbarlow.blogspot.com

garotoforense disse...

Muito bom esse poema, vc escreve muito bem!!!

joão victor borges disse...

O segredo de andar devagar é saber o exato momento de apertar o passo.

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

mulherices disse...

O tempo, a vivência e o amadurecimento fazem com que percamos a "pressa", a ansiedade. É assim com quase todo mundo.

danielacristofoli disse...

parabéns pelo blog

beijos!

blogoutrolado disse...

eh realmente... os poemas sao lindos d+ parabens

Virgilio Kruschewsky disse...

É sempre bom recomeçar e deixar pra atás o que ficou pra atrás