quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Minha Liberdade

Quantas vezes eu estive
Olhando para o nada
Assistindo reprises na TV

Quantas vezes eu estive
Cara a cara com você
Mas não falava nada
Não sabia o que fazer

Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir

Eu não sou maior que nada
E nem maior que ninguém
Só inventei a minha liberdade
E não me prendo a ninguém

Quantas vezes deixei de pensar
Pra poder agir
Não se importando
Com que iria acontecer

Quantas vezes eu quis parar
Quantas vezes eu quis chorar
Quantas vezes...
Fiquei sem saber de nada

Eu não sou maior que nada
E nem maior que ninguém
Só inventei a minha liberdade

Rogério Silva
Obs: A partir da próxima postagem estarei postando uma nova storia...A Conexão...Não percam...

95 comentários:

Naya Rangel disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

Vivo fazendo isso! Texto legal ... é música?

Abraços!

http://kultura-digital.blogspot.com

Nicole Rodrigues disse...

Achei o teu blog super legal! Bons textos,
parabéns viu!
Abraços,
Nicole.

cachorrosolitario disse...

Acho que comentei um pema seu outro dia....Vc tem uma músicalidade interessante, até parece que tem os refrões prontos pra musicar! Muito legal. Me lembra eu quando era mais novo. :)

Lombardi* disse...

muito bom o blog e o texto

Juh Bassan disse...

Lindíssimo o texto! Se não for, daria uma bela música :D

Bruno disse...

Axei mt top Aki

Bons textos

voce escreve mt bem

Continue nessa caminho ke logo logo terá livros e mais livros

Abraçao

http://puroqi.blogspot.com/

gAng disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

Substitua a guitarra pelo Baixo ou até por um Skate...e sou eu!

www.hysteria-project.blogspot.com

Hugo Ferrier disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogerio disse...

e uma musica sim...e quem sabe um dia uma banda não toca essa canção...

Moni disse...

Ola adoro versos poemas eprosas, parabens per seu conteudo de grande valia.

estarei a acompanhar-te

bjos

=]

Vanuci Watson disse...

olah... bela poesia...

as vezes tenho momentos assim, de solidão e impotência...

kikinhah disse...

Olá...
Vc nunca pensou em compor música não?
Vc tem muito jeito pra isso.
Seus poemas são perfeitos.
BjOs^^

Pobre esponja disse...

Creio nisso, a parte do final. Não é ser melhor nem pior, mas único e o diferente - é i que sempre busquei em minha vida.

abç
Pobre Esponja

Erik disse...

Nossa... bem legal o blog...
gostei da imagem do topo...
parabéns



o meu é...

Suttozu - Faça o seu caminho...
http://suttozu.blogspot.com/

Vini e Carol disse...

Bacana.
Se fizer uma melodia fica uma música legal.
Abç.

Gabriel dicas disse...

Cara você escreve o texto bem estruturado...
parabens aew.
flw
veja meu blog https://gavrielalon.wordpress.com/

Gabriel dicas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nova Quahog disse...

PRA DIVULGAÇÃO DE BLOGS:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

Caroline Mendes disse...

Muito bom! Gostei da forma que você escreve.

Inez disse...

Eu gostaria muito de ouvir a melodia para este poema.

FabioZen disse...

Pode ser musicado?

Fernando Gomes disse...

Me senti bem lendo isso, não sei explicar bem o porque.

Muito bonito.

Visite:
http://isaidtv.blogspot.com

Siga no Twitter:
http://twitter.com/comentando

Pati disse...

A sensação de liberdade é maravilhosa.


Críticas de cinema, www.cafedefita.blogspot.com

Prêmio M3, disse...

quantas vezes estive sozinho comigo
procurando um canto,
quantas vezes deixei-me sozinho
e tanto"!

Negão Internauta disse...

Legal o texto. Parece mesmo uma música.

Se ainda não é, deveria cogitar transforma-lo em uma. =)

Fabíola Oliveira disse...

Esse texto é música, Rogério? Pergunto assim porque parece. Daria um ótimo pop rock esse texto..

Coisas que me incomodam disse...

parabens, vc escreve muito bem,
otimo blog

Lombardi* disse...

gostei muito do texto, vc escreve muito bem!

Esconderijo disse...

Muito bom o texto. Fazer a liberdade e poder escolher é uma coisa impagável. Abraços

Parabéns.

http://escondidin.blogspot.com/

Mayna disse...

Seu blog tem o mesmo nome do meu e pelo visto também temos o mesmo tipo de texto. Muita coincidência.

Você escreve super bem. Acho que a liberdade que fala em seu texto é a mesma que muitos de nós temos. Cada um de nós temos a nossa própria liberdade, porém uns sabem usá-la melhor que outros.

henrique menna disse...

adorei seu blog, é muito bom mesmo, parabens continua assim!
bem que o meu poderia ser igual ao seu quando de da uma olhada no meu blog ta!
ja to seguindo o seu!
http://henrique199.blogspot.com/

Descarga! disse...

Muito lindo! É música? Texto? Você que fez? Curti demais! *-*

Igor G. Britto disse...

Belo texto.

^^
Abraços

nandoishi disse...

"Quantas vezes eu deixei de pensar, para agir,"
bastante reflexivo teu poema.

Rafael Bardo disse...

belo texto! tbm escrevo algumas poesias! se quiser passar la no meu blog!!!
abraços

C? disse...

Me identifiquei com suas palavras. Sempre encontro um pouco do que eu sinto aqui...

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Nova Quahog disse...

MUITO BOM CARA
SEMPRE BOM!

Renata Bertolini e Eduardo Bertoni disse...

Parece música mesmo o texto, por cauda do refrão. Mto bonito!

Felipe TDL disse...

interessante, escreve muito ^^ parabens

JPSB disse...

ótimo texto, gostei muito do seu blog, parabens!

Sucesso!

http://webmaster-jp.blogspot.com/

Fotograma Digital disse...

Gostei da poesia ... como todo mundo aqui já perguntou ... é música ?

Rogerio disse...

é uma musica sim....

JaCoNa disse...

Adorei.... "Eu só inventei minha liberdade" ! Nossa, essa frase m diz tanta coisa O.o
Parabéns, moço!

Betinho Cerri disse...

muito loko cara...
parabens to visitando o blog direito


visita la o meu dp
www.xaqueto.blogspot.com

 * Cαmilα Penhα ❤ disse...

Adorei o texto, é música né ?
Muito bom! Adorei!

Parabens!
SUCESSO PARA TI!

Guilherme Augusto disse...

Quantas vezes???

Pára de preguiça e vai logo contar...

:)

marretada disse...

"Quantas vezes eu estive
Cara a cara com você
Mas não falava nada
Não sabia o que fazer"

ADorei esta parte, me lembrou tantas coisas, que aconteceram na minha vida!!
Você é um ótimo poeta e eu quero ler a sua história que vc vai postar..
Bjss

http://marretada.zip.net/

Lucas Manoel disse...

bem profundo...
me identifico muito com:
"Quantas vezes fiquei
Sozino no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

putz...
muito bom!

passa lá :
www.furdunconosemaforo.blogspot.com

Gutt e Ariane disse...

Cara, qse consegui vi uma música saindo disso que vc escreveu... aliás, tem até uma do Aborto Eletrico que me suas palavras me fazem lembrar, agora o nome do raio da musica me fugiu da memória... se não...

Felipe Santos e Camila Alvarez disse...

A minha liberdade eu que inventei...imaginei e construi...

quando estou em cima de uma onda sinto que sou dono de mim mesmo

meus pensamentos flutuam e penso em coisas impossiveis de serem imaginadas diante da prisã que a terra firme me proporciona

Aloha

http://surfinsantoss.blogspot.com/

mulherices disse...

Acho que é uma letra de música, não? Parece ser. Sugere até um refrão. Bacana, gostei.

Dayane Pereira disse...

Poema bacana..facil de ler,, e entender.
Só inventei a minha liberdade
E não me prendo a ninguém
Lindo!!

Alisson disse...

Uma liberdade ao avesso.

Não se perca, não se perca.



__________
Http://dacordasuapaz.blogspot.com

See you.

Bruno Francesco disse...

Muito legal os verso! Parabéns e sucesso com o blog.

Super Insano disse...

Po cara , bonito poema (ou texto)

Marcus disse...

As vezes não conseguimos fazer as coisas que queremos!

Abil. disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

haha! me lembrou beatles!
muito bom!

Cesar Borborema disse...

blog maneiro caro
belos textos!!!

lennon disse...

po parabens pelo blog muito bom esse poste e senacional palavras verdadeiras e muito sinceras.

sucesso!!!! abçs!!!!

Karina Kate disse...

A melhor coisa do mundo, é ter a nossa liberdade, mesmo acompanhados, não podemos nos prender a ninguém.
belo texto.

Escorpiana disse...

Gostei muito do texto... mas essa sua 'liberdade' está mais parecendo uma fuga... às vezes me sinto assim também... parabéns pelo blog.

Musica Minha Vida ^^ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
B. Loriin disse...

Adorei esse texto , sempre acontecem coisas assim comigo... Parabens ! =D

projetogalo disse...

bonito texto!

Ariane disse...

Muito legal seu poema... vai virar música? rsrs
Abraços!

Naah disse...

Adoreii o que você escreveu!!! Parabéns pelo blog...
Gostei mesmo :)

Fabio Sauzza disse...

seu blog possui uma leitura que me agrada muito,parabéns pelo post,muito bom.
se puder vai lá no meu,será um prazer..........boa sorte

Igor Pinheiro disse...

Gostei o fato, não sei o porquê, de usar as palavras TV, guitarra, são tipos de coisas que não costumamod ver nesse tipo de texto, legal como "colocar" esse novos elementos, parabéns...

Samira Lima disse...

Quanta sensibilidade! Espero que seja uma música. Parabéns pelo blog! Sucesso!

abraço

Jonh.St disse...

este poema ficaria foda em forma musical, muito bom, e em meio ao pomea voce retrata varias atitudes, oque deixa facil do leitor se identificar com o texto.
Parabens.

http://discutindoideiaz.blogspot.com/

Richard disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

Também vivo fazendo isso! Mas com meu violão.

jpfox8 disse...

Quantas vezes todos nos encontramos sozinhos entre nossos pensamentos. Muito bom o texto.
Inté...

Verdelone disse...

Gostei da parte da TV...hehehehe
Parabéns
Abçs
Cia dos Botecos - www.ciadosbotecos.blogspot.com

Keisy Oliveira C. disse...

"Quantas vezes fiquei sozinho no meu canto tocando minha guitarra pra ninguém ouvir" :) adoreiii o texto! parece uma musica... mto lindo...

www.twitter.com/nataliasp disse...

Eu não sou maior que nada
E nem maior que ninguém
Só inventei a minha liberdade
E não me prendo a ninguém




Adorei essa parte. Parabéns.

http://naotemnadamelhor.blogspot.com/

Dual disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

Vivo fazendo isso! Texto legal ... é música?[2]

se for seria bem interessante gravar..gostei bastante da parte em negrito qe deve ser o refrão! ^^ parabens aii!

seuvicio disse...

Deixou de pensar pra poder agir? Vc tbm tem dificuldades em caminhar enquanto assobia e coisas do gênero?

Café Expresso. disse...

Já tinha comentado no outro, por isso vim neste.
Eu perdi a minha liberdade por me policiar em relação a ela.

Ana ® disse...

Lindos versos... parabéns...!
=)

Rafa disse...

"...Quantas vezes eu quis parar
Quantas vezes eu quis chorar
Quantas vezes...
Fiquei sem saber de nada

Eu não sou maior que nada
E nem maior que ninguém
Só inventei a minha liberdade..."

Esse trecho é lindo! ótimo poeta, verdadeira verdade sobre o mundo...

http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

Cezar :D disse...

oow cara compositor
se já não for letra de musica
pode ser maneiro

Sopa disse...

tbm toco minha guitar pra ngm ç.ç'

nha.. gostei dos teus textos, meus parabens,

é dificil achar alguem que escreva.. bem, hoje em dia

e você escreve, mto bem :]

eu tbm escrevo o/
poesias, mas nao posso dizer se bem ou mal :x
se quizer saber, visite: http://alumiina.blogspot.com/

><
thanks, e parabens pelo texto.

Lucas Soares disse...

Adorei!
Fez-me lembrar de sensaçoes minhas que tenho em alguns momentos.
Aquela vontade de sair correndo por aí...
;)
Parabéns!
Muito legal!!!

lais disse...

muito lindo

lopes disse...

Belos versos!

Parabéns!

http://identidade-cultural.blogspot.com

David Aragon disse...

Muito bom o poema.

JHOJHO disse...

Quantas vezes eu quis parar
Quantas vezes eu quis chorar

muito lindo o poema..
adorei esta realmente de parabens...
bjoss
visiti-me..
http://jhocelincamilo.blogspot.com/

O mundo de cada um disse...

"Eu não sou maior que nada
E nem maior que ninguém
Só inventei a minha liberdade
E não me prendo a ninguém"
O que posso dizer diante de palavras tão bem colocadas? Você escreve muito rapaz, parabéns.

Fábio Flora disse...

"Quantas vezes fiquei
Sozinho no meu canto
Tocando minha guitarra
Pra ninguém ouvir"

Gostei dessa estrofe porque encontra a poesia numa cena cotidiana, aparentemente "inofensiva".

Abraços e sucesso com o blog!

Camila Mello disse...

caramba, você escreve muito bem!
Parabéns :D
queria ser assim
suhaushuahs' :D

bAnDiTT disse...

humm liberdade e tudo texto muito legal adorei ..

http://planetavidademerda.blogspot.com/

Hemylle disse...

As vezes é tão bom se prender... O problema é quando esse "prender" realmente acaba com a liberdade. Então sejja livre, reinvente sua liberdade a cada dia.
Se cuida!^^

Pobre esponja disse...

Inventar a liberdade, ou seja, fugir do paradigma, do "campeonato", nos faz senhores de nosa verdade - creio muito nisso e assino, ou melhor, comento embaixo.

abç
Pobre Esponja

Tatiane Rosa disse...

Esse texto tem tudo a ver comigo =DEu vivo fazendo tudo isso [2]

Vinicius Colares disse...

muito bom, dá até pra musicar...